29 de junho de 2010

Citações Históricas e grandes dicas

A Papritur organiza uma expedição mochileira com fins excursionais turísticos e possibilidade real de habitação temporária ou fixa nas Anãs Marrons, as estrelas mais gélidas já encontradas no Universo. Por serem tão frias são escuras, impossibilitando a sua visualização com telescópios domésticos ou de observatórios inexpressíveis, desativados e com problemas no fisco. Um físico do Alabama disse ter visto a olho nu, mas foi preso por andar sem roupas.

Informações verídicas da NASA, que possui um aparelho telescópico capaz de acessar imagens no além ou há centenas e anos-luz de distância, confirmam a importância de se levar pelo menos um agasalho avassalador, daqueles de fio sintético número 16, pois a temperatura por lá, embora não apresente pancadas de chuva, gira entre 176º e 326º C, o que nos leva a crer que a possibilidade de espancamentos severos de tempestade é certa. Estou pensando seriamente em me mudar para lá...

Veja a foto! Esse ponto rubro no centro é a Anãzinha amarronzada, conhecida cientificamente como SDWFS J143524.44+335334.6, que diga-se de passagem, é um nome bacana, de pronúncia agradável e de fácil memorização, não acham?

3 comentários:

Kleiton Jundiaí disse...

Me interessei. Como faço para ir nessa viagem? Você não colocou as principais informações!

Paulo Monroe disse...

Os anões estão até no espaço... Esse é um comentário que não usa da ironia com relação ao ex-técnico da seleção brasileira, Dunga.

Juliano disse...

Kleiton, fique em Jundiaí mesmo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...